Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

descobrelc

descobrelc

  • Cultura   Música   Lisboa    Porto   Grátis   Agenda  Setembro

  • PLITVICE LAKES (CROÁCIA)- o verdadeiro paraiso (fotos)

    https://1.bp.blogspot.com/_ZedoPcI5fak/ST_bBMZ2VNI/AAAAAAAAALg/nUuj6MfgVfk/s320/Aspas.jpg

     

    Uma das maiores atracções turísticas do país, o famoso Parque Nacional Plitvice Lakes (Plitvička jezera), na Croácia, desde 1979 integra a lista do Património Mundial da UNESCO devido à sua importância geológica e ecológica.

    Nos seus 30.000 hectares, montanhas de vegetação nativa abrigam 16 belos lagos de vários tamanhos ligados por cascatas.

    Devido à base calcária, a água dos lagos, que vem de numerosos riachos e córregos, são ricas em bicarbonato de cálcio, que é decomposto em carbonato de cálcio e se deposita com a ajuda de algas e musgos.

     

    Nos 22.000 hectares de densa floresta ao redor dos lagos vivem ursos, lobos e aves raras.

     

    Ler mais: http://internetparatodos.blogs.sapo.pt/549902.html#ixzz14b6N42Bn

     

     

    Lago Natureza Parque Croacia Plitvice lakes

     

    Lago Natureza Parque Croacia Plitvice lakes

     

    http://www.photo-paysage.com/displayimage.php?album=topn&cat=0&pos=1

    Lago Natureza Parque Croacia Plitvice lakes

    false false

    Lago Natureza Parque Croacia Plitvice lakes

     

     

    Lago Natureza Parque Croacia Plitvice lakes

    Descobre a Lagoa das Sete Cidades! (turismo)

     

    https://1.bp.blogspot.com/_ZedoPcI5fak/ST_bBMZ2VNI/AAAAAAAAALg/nUuj6MfgVfk/s320/Aspas.jpg

    Situada na ilha de São Miguel, a Lagoa das Sete Cidades é o maior lago de água doce do Arquipélago dos Açores, com um comprimento de 4,2 Km2 e uma profundidade que atinge os 33 metros. Declarada uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal, na categoria de Zonas Aquáticas Não Marinhas, é composta por duas lagoas - a Lagoa Verde e a Lagoa Azul - ligadas entre si e envolvidas por um cenário de cortar a respiração.

     

    Classificada como Paisagem Protegida da Rede Natura 2000, esta maravilha natural encontra-se rodeada de uma extensa área verdejante e belíssimas encostas escarpadas, cobertas de árvores e flores.

     

    Situada na parte plana da margem da Lagoa Azul encontra-se a freguesia das Sete Cidades, a qual não deve, igualmente, deixar de visitar

     

     

    A não perder!

    Lagoa de Santiago
    Na Serra Devassa, a apenas cerca de um quilómetro da Lagoa das Sete Cidades, pode visitar a Lagoa de Santiago. Envolvida por verdejantes escarpas montanhosas, plenas de riqueza e de diferentes espécies de fauna e flora, esta lagoa ocupa uma cratera vulcânica, bem visível através do Miradouro da Lagoa do Canário, um local de igual beleza e através do qual se consegue ver um sem fim de espaços verdes.

     

    Jardim António Borges
    Em Ponta Delgada, a cerca de 15 quilómetros da Lagoa das Sete Cidades, pode visitar o Jardim António Borges, um dos maiores espaços verdes da cidade, que retrata o espírito romântico e pitoresco do século XIX.

     

    Roteiro Escape.pt:
    Onde dormir no concelho de Ponta Delgada
    Onde comer no concelho de Ponta Delgada

     

    ver informações completas:

     

    fotos

     

     

     

     

     

     

    mais fotos

     

     

    outros links: http://www.flickr.com/groups/smiguel_ilha_verde/discuss/72157601930909908/

    http://www.trekearth.com/gallery/Europe/Portugal/Islands/Acores/Sete_Cidades/photo639055.htm

    Conheça os parques naturais de Portugal caracterizados pela sua beleza...

    Conheça os  parques naturais de Portugal que são caracterizados pela sua beleza e valor ecológico e arquitectónico. Em alguns deles pode encontrar autênticos refúgios, ideais para relaxar e esquecer a azáfama da cidade.

     

    O escape.pt dá algumas sugestões.

    Parques Naturais: Refúgios de ar puro!

    Parque Nacional Peneda-Gerês  (mais fotos)

     

     

     

    Parque Nacional Peneda-Gerês
    Considerado uma das maiores atracções de Portugal, pela beleza paisagística, valor ecológico e variedade da fauna, este parque fica localizado no Minho - faz fronteira com a Galiza e abrange os distritos de Braga, Viana do Castelo e Vila Real.

     

     

    Parque Natural de Montesinho
    Com uma dimensão de cerca de 75 mil hectares, este parque apresenta uma extensa biodiversidade. Planaltos ondulados, vales encaixados e serras são outras das atracções deste local, cujas altitudes variam entre os 1486 metros, na Serra de Montesinho, e os 438 metros, no leito do rio Mente.

     

     

    Parque Natural do Litoral Norte
    Estende-se ao logo de 16 quilómetros de costa, entre a foz do rio Neiva e a zona sul da Apúlia, no concelho de Esposende, e foi criado no sentido de conservar os seus valores naturais, como as dunas. O parque é constituído por praias fluviais e marítimas, com recifes, dunas, pinhal e zonas agrícolas, para além de inúmeras ribeiras que desaguam directamente no mar.

     

     

    Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros
    Área protegida criada em 1979 com o intuito de proteger aspectos naturais e defender o património arquitectónico existente nas serras de Aire e Candeeiros. Com uma área de cerca de 38 900 hectares, abrange Alcobaça e Porto de Mós no distrito de Leiria e Alcanena, Rio Maior, Torres Novas e Ourém no distrito de Santarém.

     

     

     

    Parque Natural da Serra da Estrela
    Localizado em plena Serra da Estrela, este parque, pertencente aos distritos da Guarda e Castelo Branco, cobre uma parte significativa desta montanha, a mais alta de Portugal Continental. A sua elevada altitude e localização tornam-no um dos locais do país com maior precipitação.

     

     

    Parque Natural do Douro Internacional
    Criado com o objectivo de conservar o património natural e promover a melhoria da qualidade de vida das populações locais. Este parque ocupa uma área de cerca de 85 150 hectares, abrange o troço fronteiriço do Rio Douro e prolonga-se para sul através do vale do Rio Águeda.

     

     

    Parque Natural da Arrábida
    Reserva biogenética situada na Serra da Arrábida, no distrito de Setúbal. O parque, fundado em 1976, com uma área aproximada de 10 800 hectares, está integrado em redes internacionais de conservação e inclui várias áreas de Reserva Integral, como a Mata do Solitário, Mata do Vidal e Mata Coberta.

     

     

    Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
    Situado no litoral sudoeste de Portugal, entre a ribeira da Junqueira em São Torpes e a praia de Burgau, este parque tem uma extensão de 110 quilómetros. De entre as inúmeras atracções, destaque, por exemplo, para a ilha do Pessegueiro, o estuário de Mira, um invulgar recife de coral na Carrapateira, entre outros.

     

     

    O escape.pt dá-lhe sugestões onde dormir.

     

     

    fonte

     

     

     

     

     

     

     

    Descobre o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

    O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina fazem parte do concurso das 7 maravilhas de Portugal.

     

     

     

    O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina localiza-se no litoral sudoeste de Portugal, entre a ribeira da Junqueira em São Torpes e a praia de Burgau, com uma extensão de 110 km, numa área total de 74 414,89 hectares, correspondendo a área terrestre a 56 952,79 ha e a área marinha adjacente a 17 461,21 ha.

    http://i48.photobucket.com/albums/f225/lchoupina/maparotaanem08.jpg

    O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina abrange o litoral sudoeste de Portugal Continental, no sul do litoral alentejano e no barlavento algarvio em redor do Cabo de São Vicente.

     

    O clima é mediterrânico, mas com forte influência marítima. Os invernos são pouco frios e os verões são frescos.

     

    A flora do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina distribui-se por três tipos de ambientes geomorfológicos:

    • barrocal ocidental, no planalto vicentino a sul, com vegetação típica de solos calcários, numa zona de clima seco e quente;
    • planalto litoral, com vegetação mais diversificada, nas dunas, charnecas e áreas alagadiças; é uma zona fresca e húmida;
    • serras litorais e barrancos, com densa vegetação arbórea e arbustiva típica das zonas húmida das ribeiras.

    Ao longo do parque ocorre uma mistura de vegetação mediterrânica, norte-atlântica e africana, com predominância para a primeira. Há cerca de 750 espécies, das quais mais de 100 são endémicas, raras ou localizadas; 12 não existem em mais nenhum local do mundo. Na área do parque encontram-se espécies consideradas vulneráveis em Portugal, assim como também diversas espécies protegidas na Europa.

     

     

     

    Actividades

     

    As actividades são imensas clique aqui para descobrir algumas

     

    Restaurantes :clique aqui

     

     

    Sargo GrelhadoO Josué
    Junto a Almograve, a meio caminho entre V.N. Milfontes e o Cabo Sardão, o 'Josué' é paragem obrigatória para os apreciadores de marisco, mas também o peixe...
    Tasca do Bernardo

     

     

     

    Tasca do Bernardo
    A Tasca do Bernardo, poucos quilómetros a sul de Odemira, é inteiramente dedicada a quem gosta de boa comida regional.

     

     

     

    Mais restaurantes

     

     

    Alojamento clique aqui

    http://www.casasbrancas.pt

     

     

     

    As praias da Costa Vicentina

    As praias da Costa Vicentina na costa oeste Algarvia são menos frequentadas, mas muito procuradas pelos amantes da natureza, surfistas e body boarders.

     

    conheça as praias (clique aqui)

    fotos:

     

    http://static.panoramio.com/photos/original/10890467.jpg

     

     

     

     

     



     

     

     

    mais fotos

     

    links :


    http://pt.wikipedia.org/wiki/Parque_Natural_do_Sudoeste_Alentejano_e_Costa_Vicentina

     

    http://www.casasbrancas.pt

     

     

    http://www.algarve-portal.com/pt/country/landscapes/ria_formosa/

     

     

     

     

    outros links

     

    http://musicforamile.wordpress.com/2009/03/05/sagres/