Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

descobrelc

descobrelc

  • Cultura   Música   Lisboa    Porto   Grátis   Agenda  Setembro

  • A Praia Fluvial das Rocas em Castanheira de Pera

     

    https://1.bp.blogspot.com/_ZedoPcI5fak/ST_bBMZ2VNI/AAAAAAAAALg/nUuj6MfgVfk/s320/Aspas.jpg

    Castanheira de Pera

     

    Historia

    As origens de Castanheira de Pera remontam, certamente, a muitos séculos antes do primeiro documento histórico comprovativo.

    O primeiro documento conhecido, referindo nomes de povoações do actual concelho, tem a data de 1467 - é uma sentença de Afonso V sobre os baldios do Coentral. Porém, existe uma lenda que nos fala da princesa Peralta, filha de el-rei Arunce. Esta lenda foi escrita, em 1629, por Miguel Leitão de Andrada.

     

    saber mais

     

     

    C O M O   C H E G A R .:


    Vindo de Norte pela A1, sair em Condeixa-a-Nova, apanhar o IC3 no sentido de Tomar. Chegando ao IC8, entrar em direcção a Castelo Branco, saindo no nó que indica Castanheira de Pera, 10km depois chegará ao destino. (Percurso Recomendado)

    Vindo de Norte pela A1, sair em Condeixa-a-Nova, apanhar o IC3 no sentido de Tomar. Depois de Penela, em Casais do Cabra, contornar a rotunda em direcção ao Espinhal, que o trará por uma estrada de serra. (Percurso Panorâmico)

    Vindo de Sul pela A1, sair em Pombal, entrar no IC8 em direcção a Castelo Branco até ao nó de Castanheira de Pera, 10km depois chegará ao destino.

    Vindo de Sul pela A1, sair em Torres Novas, seguindo pela A23, sair na indicação de Tomar, entrar no IC3 (variante à cidade de Tomar), até à ligação do IC8 (Pontão), tomar a direcção Castelo Branco até ao nó de Castanheira de Pera, 10km depois chegará ao destino.

    Vindo de Este pela A23, sair para o IC8 na indicação Pombal/Sertã/Proença-a-Nova, seguindo até ao nó pela A23, sair na indicação de Tomar, entrar no IC3 (variante à cidade de Tomar), até à ligação do IC8 (Pontão), tomar a direcção Castelo Branco até ao nó de Castanheira de Pera, 10km depois chegará ao destino.

     

     

     

    A Praia Fluvial das Rocas

    A Praia Fluvial das Rocas é um complexo de lazer, animação e divertimento situado num lago com quase 1 km de extensão, bem no coração de Castanheira de Pera.

    Uma ilha no centro da Praia, uma piscina de ondas com 2100 m2 (a maior do país), uma albufeira e uma ponte secular constituem um ambiente onde o sonho e a realidade se confundem.

    As águas límpidas da Ribeira de Pera espraiam-se, formando um local de encanto onde palmeiras tropicais convivem harmoniosamente com a Serra da Lousã que espreita lá do alto.
     

    Pode, ainda, desfrutar de um passeio em barco a remos ou em gaivota e pernoitar num dos veleiros atracados na marina, deixando-se embalar pelo suave balouçar da corrente fluvial, ou num dos 6 bungalows perfilados na margem da albufeira, com vista privilegiada sobre o enorme espelho de água.

    Desde 2005, ano em que a Praia das Rocas abriu as suas portas ao público, registaram-se cerca de 190 mil entradas.

     

    ~

     

     

     

     


     

    mais fotos

    Parque de campismo

     

     


    O parque de campismo existe há dez anos e é especialmente dedicado para pessoas que gostem da natureza e tranquilidade, mas também para crianças que se podem divertir muito neste lugar maravilhoso.

    A nossa intenção ao criarmos o parque de campismo foi de mantê-lo pequeno e acolhedor para assim podermos dispensar a devida atenção com os nossos hóspedes. Existem aproximadamente 60 lugares, a divisão (meramente indicativa) é a seguinte

     

    http://www.camping-omoinho.com/

     

    Alojamento

    Localizado em plena Praia das Rocas, o complexo turístico Villa Praia tem para oferecer 12 quartos duplos, todos com WC, ar condicionado, frigobar e TV, para além de quatro veleiros, com capacidade de alojamento de entre quatro e seis pessoas por embarcação, também equipados com ar condicionado, TV e frigobar. Os barcos dispõem também de WC com lavatórios, banhos e sanitários em balneários no exterior.

    Usufruindo da localização exclusiva do complexo, dentro do recinto da Praia das Rocas, os utentes da Villa Praia têm, durante a época balnear, acesso à praia incluído no preço do alojamento.

     

    saber mais: http://www.praiadasrocas.com/

     

     

     

    Outros locais de Interesse

     

    :: Praia Fluvial das Rocas - Ondas a 80km do mar...
    :: Praia Fluvial do Poço Corga
    :: Ribeira de Pera
    :: Ribeira das Quelhas
    :: Serra da Lousã
    :: Santo António da Neve
    :: Capela Antiga de Pera
    :: Museu Casa do Tempo
    :: Casa do Soares

     https://1.bp.blogspot.com/_ZedoPcI5fak/ST_bBMZ2VNI/AAAAAAAAALg/nUuj6MfgVfk/s320/Aspas.jpg

     

    Links :

    http://www.praiadasrocas.com

    http://www.camping-omoinho.com/

    http://www.cm-castanheiradepera.pt/

     

    Viseu - O coração da Beira Alta

     

     

     Viseu

     

    Viseu é uma cidade portuguesa[1], capital do Distrito de Viseu, na região Centro e subregião de Dão-Lafões, com 47 250 habitantes[2] (68.000 no perímetro urbano).[carece de fontes?]

    É sede de um município com 507,10 km² de área[3], com 34 freguesias e 98 167 habitantes segundo os últimos dados do INE de 2006. O município é limitado a norte pelo município de Castro Daire, a nordeste por Vila Nova de Paiva, a leste por Sátão e Penalva do Castelo, a sueste por Mangualde e Nelas, a sul por Carregal do Sal, a sudoeste por Tondela, a oeste por Vouzela e a noroeste por São Pedro do Sul.

    Para além de sede de distrito e de concelho, Viseu é igualmente sede de Diocese e de Comarca. Alberga inúmeros serviços estatais.

    Segundo um estudo da DECO de 2007, Viseu é a melhor cidade, entre as 76 do estudo, para se viver em Portugal[4].

     

    INFORMAÇÃO GERAL

     

    Viseu tem sido apropriadamente chamada "Cidade do Verde Pinho", pois está rodeada de imensos pinheirais que parecem exercer a sua influência tranquila sobre a simpática e animada capital de distrito.

    Foi berço de um dos maiores artistas portugueses do século XVI: Grão Vasco (1475-1540), que dá hoje nome a um museu, um hotel e até uma marca de vinho. O museu, instalado no antigo paço episcopal, exibe algumas das suas obras-primas e quadros de outros pintores da época da escola de Viseu.

    Os visitantes podem ainda admirar a Porta do Soar de Cima, aberta na cerca afonsina do século XV, a graciosa fachada em estilo rococó da Igreja da Misericórdia, ou a catedral do século XVII, com as suas torres gémeas.

    A encantadora cidade antiga exibe um labirinto de ruelas onde ainda se podem descobrir janelas manuelinas, velhas oficinas de latoeiros e curiosas lojinhas baixas.

    Todas as terças-feiras, a cidade fervilha com o mercado, mas em Setembro a feira prolonga-se por todo o mês e atrai milhares de visitantes.

    Através do concelho, inúmeras aldeias pitorescas ainda conservam as suas casas com as características varandas em madeira, e belos solares erguem-se nas quintas.

    O artesanato inclui cestaria de verga e vime e renda de bilros.

    Viseu é conhecida pelos seus óptimos restaurantes, onde pratos tradicionais portugueses são servidos em grande variedade e abundância.

    Capital de Distrito, situada em plena Beira Alta, teve a sua origem numa povoação situada no cimo do monte onde se situa a Sé. Já durante a ocupação romana era a capital de um grande território.

    Viseu é o centro de amplo planalto entre o Caramulo e a Estrela, a Estrela que o distrito não atinge, cortado no Mondego. Saudável clima onde chegam os ares do mar para povoarem tudo de pinheiros. Há milho e centeio, pomares de macieiras, vinhos do Dão, macios e apalhetados, laranjais em Besteiros. Há mil aldeias quase todas à sombra de um campanário. Foram terras de fidalgos antigos que deixaram, quase sempre, os palácios abandonados.

    Localização

    GEOGRAFIA

    O Distrito de Viseu situa-se na Região Centro/Norte de Portugal, a sul do Rio Douro entre os Distritos da Guarda a oriente, Aveiro a ocidente e Coimbra a sul. Com 5.007 Km2 de superfície, abrange 24 concelhos e, tomando como referência a Sé de Viseu, compreende as seguintes coordenadas geográficas: latitude 40º 39' 40" N, longitude 07º 54' 42" W, altitude 450 metros.

    A parte norte e nordeste é atravessada pelas serras da Lapa, Leomil e Montemuro para Norte das quais se estende a bacia hidrográfica do rio Douro e seus afluentes. A área ocidental do distrito é dividida pelo rio Vouga, sobressaindo a norte as serras de S. Macário, Arada e Gralheira e a sul as serras das Talhada e Caramulo. A sul e sudeste localiza-se a bacia do rio Mondego e a do seu afluente rio Dão.

     

     

    Museus

    TURISMO

    Os seus monumentos o obras de arte são do maior interesse para o visitante. O Museu Grão Vasco, a Casa-Museu Almeida Moreira, a Sé Catedral, as suas variadíssimas e lindas igrejas, os seus palácios, magníficos exemplares da construção dos séculos XVI a XVIII e a Cava de Viriato, importante intricheiramento militar Romano, são visitas que se recomendam. ...

     

     


    Ver artigo principal: Museu Grão Vasco

    As pinturas de Vasco Fernandes e de outros artistas da escola de Viseu, são apreciadas pelo seu naturalismo e pelas paisagens de fundo. O tratamento da luz revela uma influência flamenga. No terceiro piso do museu são exibidas as obras-primas que outrora adornavam um retábulo da catedral.

     

    Casa Museu Almeida Moreira
    Ver artigo principal: Casa Museu Almeida Moreira

    O museu está instalado na casa que foi residência do capitão Francisco António de Almeida Moreira, a qual, com o recheio constituído por biblioteca e peças várias, pinturas, mobiliário, porcelanas e escultura, doou para museu-biblioteca patente ao público.

     


     

     Locais de Interesse Turístico

     

    Centro Histórico

     

    Viseu

     

    Gastronomia

     

    Rica e variada, a gastronomia tradicional desta região é um dos seus principais atractivos.
    Os sabores da Sopa da Beira ou do Caldo Verde, das Migas à Lagareiro, do Arroz de Carqueja, do Rancho à Moda de Viseu, da Vitela Assada à Moda de Lafões, do Bacalhau ou do Polvo Assados à Lagareiro, do Cabrito Assado, do Arroz de Lampreia, das Trutas do Paiva, do Arroz de Pato, do Presunto, dos Enchidos (morcela, chouriça, farinheira)... fazem a delícia dos apreciadores.

    As variedades de Pão:  pão de mistura, de centeio, brôa de milho acompanham a refeição ou o Queijo da Serra.
    Com base em receitas antigas, o doce pode ser Leite Creme ou Arroz Doce à Moda da Aldeia, Pudim de Requeijão ou de Pão, Papas de Milho, ou uma variedade de bolinhos e pastéis tradicionais “de comer e chorar por mais”: Pastéis de Vouzela, Castanhas de Ovos de Viseu, Pastéis de Feijão do Patronato de Mangualde, Caçoilinhos do Vouga, Beijinhos, Cavacas...

     

     

      PRODUTOS REGIONAIS, VINHOS, RECEITAS

     

     

    Vida Nocturna

     

     

    Mobilidade / Transportes

     

    Alojamento

     

     

     

    Fotos:

     

    Viseu Shopping Mall


    Viseu Shopping Mall

     

    http://paradadegonta.blogs.sapo.pt/arquivo/Jardim%20Tomas%20Ribeiro.Viseu.%20Egreja%20Terceiros%20e%20Tribunal.jpg

     

    Jardim Tomas Ribeiro.Viseu. Egreja Terceiros e Tribunal

     

     

     

    links:

     

    http://www.cm-viseu.pt

     

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Viseu

     

    http://www.viseu.tv/

     

    http://www.cidadeviseu.com/

     

    http://fotosviseu.blogspot.com/

     

    http://www.diarioviseu.pt/

     

     

    http://maps.google.com/

     

     

    http://cidades.home.sapo.pt/beira_alta/viseu/